Comunidades Tradicionais do Vale do Ribeira denunciam violência no campo

29/08/2014 08:33

Na ultima segunda-feira, dia 25 de agosto, aconteceu na ALESP – Assembléia Legislativa de São Paulo a Audiência Pública das Comunidades Tradicionais do Vale do Ribeira e a Comissão da Verdade do Estado de São Paulo.

A audiência pública da Comissão da Verdade em parceria com as comunidades tradicionais e quilombolas do Vale do Ribeira, contou com a participação de entidades, movimentos sociais, deputados e órgãos do governo. Teve como objetivo denunciar as opressões sofridas por essas comunidades rurais.

Durante o evento os quilombolas, Indígenas e caiçaras relataram o quanto sofrem com as repressões cometidas por fazendeiros, legislações ambientais e demais órgãos do governo que, ao invés de promover a proteção e o desenvolvimento dessas comunidades rurais, promovem o terrorismo e opressão no campo.

Os quilombolas também denunciaram a Omissão do Governo Federal, estadual e municipal que não respeitam seus direitos garantidos pela constituição, pois não fazem a regularização fundiária em suas terras nem retiram os fazendeiros e grileiros que cometem violência, assassinatos às pessoas dessas comunidades e depredam o meio ambiente.

“Nosso povo está sofrendo etnocidio, diariamente somos agredidos e oprimidos por fazendeiros que querem nossas terras e polícia ambiental que não nos deixam fazer nossas roças tradicionais de subsistência e nem praticar nossas culturas. Por isso, temos que continuar lutando na intenção de mudar essa triste realidade e buscar melhores condições de vida”. Disse Tânia Heloisa, liderança do quilombo Ostras.

Coordenação EAACONE.