Comunidades Tradicionais e Quilombolas do Vale do Ribeira participam do 7º Defensorando.

15/07/2013 15:24

No dia 13 de julho, na sede da Defensoria, aconteceu o Sétimo Encontro, Defensorando com as Comunidades Tradicionais e Quilombolas, promovido pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo – Regional Vale do Ribeira, em parceira com a EAACONE.

O dia foi assessorado por Claudionor Henrique da Comunidade Cabocla de Ribeirão dos Camargo/Iporanga e por Roberto Ulisses Resende engenheiro agrônomo e doutor em Ciência Ambiental.

O Tema trabalhado foi “Meio Ambiente com Gente” módulo III. Claudionor trouxe a realidade vivida pelo agricultor no dia a dia na roça, explicou as mazelas trazidas pelas legislações ambientais na hora de pedir as licenças para fazer a roça.

Roberto explicou sobre funcionamento das leis ambientais e disse que, como ambientalista, acredita num meio ambiente com gente. Mostrou também que a dificuldade da emissão das licenças para roça aos agricultores, é na verdade um reflexo da falta de estrutura dos órgãos competentes para realizar tal função. Ele deixou claro que as leis ambientais são necessárias e boas para a preservação da natureza, porém são aplicadas de modo errado pelo Governo e pelos órgãos ambientais, pois as aplicam de forma opressiva sobre quem preserva e é brando com quem desmata e degrada a natureza.

O tema tratado é de grande interesse das comunidades quilombolas e tradicionais, pois sofrem com a dificuldade na hora de obter a licença para plantar. Diante disso ficou acertado dar continuidade na discussão sobre “Meio Ambiente Com Gente”, no próximo módulo.

É bom lembrar que todos os temas trazidos e discutidos nos Defensorandos, são propostos pelos próprios participantes, pois o Defensorando é uma ferramenta que as comunidades tradicionais e quilombolas utilizam para aprofundar o conhecimento, obter novas informações  sobretudo, no que diz respeito aos direitos sociais e ao acesso à justiça.

Coordenação EAACONE.