Quilombolas, assentados, índios e atingidos por barragens avaliam PAA e PNAE

17/07/2014 16:35
27 de junho de 2014

 

Quilombolas, assentados, índios e atingidos por barragens avaliam PAA e PNAE


A publicação e o vídeo "Mercado Institucional: Avaliação de Programas no Brasil discutem as conquistas e os entraves no acesso aos programas e políticas de aquisição de alimentos produzidos por agricultores familiares e extrativistas, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

O material, disponível em português, inglês e espanhol, é resultado da parceria da Comissão Pró-Índio de São Paulo (CPI-SP), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), com apoio de Christian Aid.

 

As experiências concretas apresentadas na revista e no vídeo indicam a importância de tais políticas ainda que necessitem de aperfeiçoamentos para ampliar o acesso por parte dos agricultores familiares e extrativistas.

Os programas brasileiros de aquisição institucional de alimentos têm servido de exemplo para outros países em desenvolvimento interessados em estabelecer programas similares, especialmente de alimentação escolar. Mas ainda faltam estudos que estabeleçam os impactos e a eficácia de tais iniciativas. Nesse contexto, tem especial importância a publicação que traz as avaliações assentados, quilombolas, indígenas e atingidos por barragens que vivenciam na prática as dificuldades de concretizar tais políticas.


Clique aqui para ler a publicação
  Assista ao vídeo:



Fonte: Ascom/ Comissão Pró-Índio de São Paulo.

 

 
Assessoria de Comunicação
(61) 3411.3279 / 3483

www.presidencia.gov.br/conseaascom@consea.planalto.gov.br
Redes Sociais